Semana Nacional de Prevenção do Câncer de Boca

Semana Nacional de Prevenção do Câncer de Boca

Na primeira semana de novembro comemora-se a Semana Nacional de Prevenção do Câncer de Boca. Saiba mais sobre esse tipo de câncer aqui.

O câncer da boca (também conhecido como câncer de lábio e cavidade oral) é um tumor maligno que afeta lábios, estruturas da boca, como gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas) e a região embaixo da língua. A maioria dos casos é diagnosticada em estágios avançados. A parte posterior da língua, as amígdalas e o palato fibroso fazem parte da região chamada orofaringe e seus tumores têm comportamento diferente do câncer de cavidade oral.

É uma doença de importante no Brasil, de acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncêr) estima-se 11.180 novos casos da doença em homens e 4.010 em mulheres para cada ano do triênio 2020-2022.

A doença é mais frequente em homens, a partir dos 40 anos, e apresenta melhor prognóstico quando diagnosticada e tratada em estágios iniciais.

Na primeira semana de novembro comemora-se a Semana Nacional de Prevenção do Câncer de Boca (instituída pela Lei nº 13.230, de 28 de dezembro de 2015), que tem como objetivos:

  • Estimular ações preventivas e campanhas educativas relacionadas ao câncer bucal;
  • Promover debates e outros eventos sobre as políticas públicas de atenção integral aos portadores de câncer bucal;
  • Apoiar as atividades organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil em prol do controle do câncer bucal;
  • Difundir os avanços técnico-científicos relacionados ao câncer bucal.

Os principais sinais que devem ser observados são:

  • Lesões (feridas) na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias, que podem apresentar sangramentos e estejam crescendo.
  • Manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, céu da boca ou bochechas
  • Nódulos (caroços) no pescoço
  • Rouquidão persistente

Nos casos mais avançados observa-se:

  • Dificuldade de mastigação e de engolir
  • Dificuldade na fala
  • Sensação de que há algo preso na garganta
  • Dificuldade para movimentar a língua

O câncer de boca pode ser detectado em fase inicial da doença, o que permite tratamento mais efetivo e cura.

É necessário estar atento a qualquer alteração na boca, desde mudanças na coloração até o surgimento de lesões parecidas com uma afta, que não cicatrizem em até 15 dias. Nesses casos, deve-se procurar logo a unidade de saúde para exame da boca por um dentista ou médico.
Quando uma lesão suspeita é identificada, a biópsia (exame de um fragmento da lesão) deve ser realizada para avaliação. Se confirmado o câncer, o paciente deve ser encaminhado imediatamente para tratamento especializado.
Fumantes e pessoas que consomem bebidas alcóolicas frequentemente têm maior risco de desenvolver câncer de boca e por isso devem estar especialmente atentos a sinais e sintomas suspeitos.

No caso de anormalidades, procure um profissional de saúde.

icon-natela Natela - Soluções Web